domingo, 26 de agosto de 2012

MINHA HISTÓRIA COM REGINA DUARTE

A primeira visão que tive da Regina Duarte foi quando a vi numa cena ao carrossel, meio moleque, meio menina, com um bonezinho na cabeça e um largo sorriso tão esplendoroso e fortemente cativante que me marcou para sempre, ainda um menino de apenas cinco anos de idade que morava na Bahia e já sabia ligar e sintonizar sozinho o meu canal preferido da TV. Este fato aconteceu quando assisti à telenovela das sete “Minha Doce Namorada”. Naquela ocasião não tínhamos internet. A televisão era uma novidade arrebatadora (ainda em preto e branco). A novela era uma combinação de algodão doce com maçã do amor. Era tudo muito puro, original. Que saudade da infância perdida, no melhor sentido da palavra. E da criançada da minha geração que vibrava a cada cena. O maravilhoso disso tudo é que o meu ídolo (Regina Duarte) permanece tão essencialmente bela como na minha memória televisiva. Eu não volto mais no tempo... Só nas minhas lembranças! Mas,quando a encontrei, tive a sensação de voltar no tempo. A nossa eterna Namoradinha do Brasil é única! É merecedora de todas as homenagens desses 50 anos de carreira. O semblante sereno e a voz delicada de Regina Duarte são fascinantes. A bela é uma fera na arte de interpretar, e marcante com a sua beleza e talento. Essa grande atriz brasileira é um orgulho para a nossa arte dramática. O Brasil é o único país no mundo que tem uma namorada, e ela é Regina Duarte.



1971




Nenhum comentário: